segunda-feira, 4 de junho de 2012

Eu, Grávida ? Oh My God!

Descobri que estava grávida semana passada. Isso mesmo, no dia 28 de Maio de 2012 soube do meu estado de graça. Bom, confirmei nessa data, porém antes, muito antes, já estava desconfiada...

Tudo começou quando a maioria das minhas amigas resolveu engravidar. Não que elas combinaram, mas de repente todo mundo tava engravidando. Teve uma época que tinha sete conhecidas minhas grávidas! E eu, aos 29 anos, fazendo regime, pensando só no meu corpão, em trabalhar, em viagens... E em NUNCA ter filho. Nunca concebi a ideia, tinha pavor só em pensar. Pensava no corpão sendo
deformado, no ser estranho se mexendo dentro de mim, crescendo e me esmagando por dentro, me tirando noites de sono, pensava no parto... Mas o que me arrepiava mesmo era a mamada. Ai, como isso me assombrava! E ouvia tantas histórias, sobre como algumas mães tiveram rachaduras nos mamilos e tinham que amamentar com eles inflamados mesmo. Sobre como alguns bebês, já com dentes, mordiam suas mães. Nossa, isso me assustava de verdade! Então, pra mim, bebê, nem pensar!!!
Então começou aquela enxurrada de posts sobre gravidez no Facebook e sobre como elas estavam felizes em seu progresso gravídico. E postavam fotos, e tiravam dúvidas... E eu boiando.
Um dia, completei 30 anos. Os posts mudaram. Agora eram fotos dos filhos delas e relatos sobre como agora sim elas eram uma família de verdade, como seus maridos estavam felizes. Eu também estava muito feliz. Consegui emagrecer 23 kg, estava parecendo um esqueleto, anoréxica, passava a semana toda sem comer e comia só de sábado e moderadamente no domingo. Com 1,75 de altura, consegui pesar 56 kg. E trabalhava sem parar. Aliás, minha vida era meu trabalho. Eu fazia sempre muito, muito além de minhas obrigações. Mas não quero entrar em detalhes. Só quero dizer que, de repente, tudo começou a desmoronar por lá. A relação desgastou-se, era muita mentira pros meus ouvidos. Comecei a questionar minhas decisões. Valia mesmo a pena tanta dedicação?
Bom, um dia, fiquei de saco cheio de tanta gente falando de bebês e explodi no Facebook. Postei algo que surpreendeu muita gente. Fiz todas, todas as perguntas mesmo que eu tinha atormentando minha alma, como por exemplo, se eu era um monstro por não gostar de crianças, por não achar graça nenhuma em nada do que elas estavam postando. Mas na verdade, por dentro, no fundo no fundo, não era que eu não gostava, a verdade era que eu tinha MEDO.
Foi aí que aconteceu. Amigos começaram a me escrever de forma sincera. Uns diziam como era bom ter filhos, outros diziam que eu era egoísta se meu marido queria e eu não... Então não deveria ter casado... Gente, me deram um verdadeiro chacoalhão que sacudiu meu mundo. Então, sem contar nada disso pro meu marido, fiz a mesma pergunta pra ele. Ele concordou com todas as respostas que recebi. Sim, ele queria muito ter um filho e eu estava sendo egoísta. E estava mesmo. Tudo o que me importavam eram os números cada vez menores na balança e o manequim 38.
Então, comecei a ficar cada vez mais decepcionada com o meu trabalho. Resolvi prestar um concurso federal e fui muito bem. Vi que tinha potencial, tinha chances de subir mais alto e não ficar ali naquele fundinho de quintal. Então, percebi... Carreira de novo? E a família? E meu marido, o que ele quer? Então, comecei a desejar, timidamente, a criar coragem.
Em Janeiro de 2012, parei com o remédio, eu tomava Perlutan. Tomei por 10 anos seguidos, então pensei... Vai demorar... Dá tempo de colocar as ideias em ordem.
Fizemos uma linda viagem, voltamos, e eu com minhas regras normais. Nenhuma novidade. Mas treinando dia sim, dia não. Lembro-me que fiz muitas pesquisas, fazia muitas contas, de repente queria muito esse filho.

2 comentários:

  1. Poxa!adorei seu post! já senti parte do que vc sentiu, medo demais!!tenho um bom relacionamento, será qu eo cansaço e as mudanças não vai estragar?? bom, ainda assim cheia de dúvidas engravidei! e foi muito BOM! meu bebe é um doce, hoje tem 2 anos, planejo outro e ainda quero ser PEDIATRA!olha que virada???!!!!
    parabéns Elaine!!!! quanto ao corpo,tente engoradar o minimo possivel por conta das estrias, mas a amamentação (que realmente foi horrivel nos primeiros 30 dias) emagrece muito!
    ps:dou de mamar até hoje o moleque tem 2 anos e um sorriso CHEIO DE DENTES =)

    ResponderExcluir
  2. Luciane, e ele não te morde? aiaiai!!!

    ResponderExcluir